Arquivo da categoria: Destaques

adnews-923696507137181666792e7f2f8f976464d24ed265524f1396f17c242bf

“O nome do jogo não é tecnologia. É criatividade”

Dois publicitários mestres deram o que falar no sexto dia de Festival este ano. George Lois e Lee Clow trouxeram uma boa notícia para o mercado em sua apresentação no Festival de Cannes: se tivessem que iniciar uma carreira hoje, eles escolheriam publicidade. “O nome do jogo não é tecnologia. É criatividade”, resume Lois.

Os dois publicitários têm uma enorme lista de grandes feitos à publicidade. Lois foi um dos nomes à frente da revolução criativa dos anos 1960 e das capas inesquecíveis da revista Esquire naquela década. Clow é o nome criativo por trás da comunicação que ajudou a transformar a Apple, além de amigo pessoal de Steve Jobs.

adnews-923696507137181666792e7f2f8f976464d24ed265524f1396f17c242bf

Porém, os anos se passaram e a dúvida que permanece “será que dois profissionais desse calibre teriam espaço no mercado publicitário de hoje?”. Assim como dito por Lois, Clow também acredita que a criatividade sobrevive em um cenário que parece dominado pelas máquinas. “As novas mídias influenciam o cenário, sem dúvida. Mas eu comparo a situação com a de quando surgiu a câmera fotográfica. Levou alguns anos para que as pessoas, especialmente aquelas que tinham o dom artístico, descobrissem como usá-la. No caso das novas tecnologias, eu sinto que elas estão esperando os artistas tomarem conta. E quando eles aprenderem, nós voltaremos a ver coisas lindas sendo feitas”, afirma.

Enquanto não aprendem, a vida do publicitário será mesmo difícil. “Publicitários e clientes. Todos estão confusos com o que é possível fazer com a mágica da internet e das redes sociais. Os clientes se questionam o que vale a pena fazer”, afirma Clow. Também para Lois, tudo parece muito indefinido ainda. “Eu vejo um grupo de centenas de pessoas sempre tem alguém ouvindo música. O que eu, como publicitário, vou sentir quando vejo um público que não consegue se concentrar mais em apenas uma coisa?”, questiona. “Mas é tudo uma questão de talento, independente da tecnologia. No final das contas, o que o publicitário precisa ter é coragem de lutar pelo seu trabalho”, resume.

A questão é o que o óbvio do amanhã ainda não parece claro para o mercado neste momento. Mas dar voz a quem revolucionou o mercado no passado é essencial para se entender como deverá ser a próxima revolução.

heineken

Heineken: cerveja ou conferência?

Jean-François van Boxmeer, CEO da Heineken, resumiu a importância da criatividade para a empresa em apenas uma frase: “A criatividade é uma decisão a ser tomada pela empresa”. O compromisso que a empresa assume é comprovado pela quantidade de campanhas premiadas em anos recentes.

“No final das contas, cada empresa decide se quer investir nisso e, caso opte pela criatividade, terá que assumir as consequências, porque existe um risco”, reforça CMO global Alexis Nasard, também convidado pelo CEO do Publicis Groupe Maurice Lévy para o seminário da holding francesa.

heineken

Nós decidimos o que é criativo. Nenhum teste ou medição vai nos dizer isso. Muitas vezes, tomamos decisões contra as pesquisas”, afirma. Além disso, a Heinkenen mantém uma estrutura interna para lidar com as diretrizes criativas de suas campanhas. “A agência é responsável pela criação, e é ótimo quando o criativo entende a minha marca. Mas temos que trabalhar sempre juntos. Somente dessa forma a excelência é construída”, afirma.

O posicionamento criativo da marca rendeu grandes resultados neste ano, inclusive, na esfera da efetividade. O Grand Prix na categoria Creative Effectiveness para a “Jornada de Heineken”, famosa pelos personagens altamente criativos como o do filme “The Date”, mostra o quanto a boa publicidade pode gerar resultados para a marca.